30 de nov de 2012

Love Me Like You Do - Cap 37

E você era peça que faltava em meu quebra-cabeça.




Justin: Megan o que houve?
Eu: Seu filho vai nascer! - disse quase em um sussurro perdendo minhas forças.
Justin: O que?
Eu: Justin, pelo amor! Eu to segurando muito tempo! - continuei me contorcendo.
Justin: Ai meu deus! - ele estava sem reação.

Quando Justin ia tomar alguma atitude eu não deixo.

Justin: O que foi?
Eu: Pega a bolsa! - ele pega e volta até mim.

Justin me pegou no colo e me levou direto pro seu carro. Ele me colocou deitada no banco de trás. Senti algo estranho e merda a bolsa estourou. Comecei a gritar e Justin me olhou mais desesperado ainda.

Eu: A bolsa estourou!! - gritei desesperada.
Justin: O que? Aguenta mais um pouco. - diz dando a partida no carro.
Eu: AAAAAAAAH! - gritei a sensação no momento era perturbadora me deixava desnorteada.
Justin: Calma meu amor! - ele me acalmava com seu tom de voz preocupado.
Eu: PORRA!!!!!

[...]

Estávamos na metade do caminho não conseguiria aguentar mais um minuto. Meu filho já queria sair de qualquer jeito.

Eu: PARA O CARRO!!! - gritei e ele não fez. - PORRA DA PRA PARAR O QUARTO!!
Justin: Ta louca?
Eu: Eu vou ter o filho agora. AAAAH - gritei sentindo algo da minha barriga.
Justin: ta falando sério?
Eu: NÃO JUSTIN PEGADINHO DO MALANDRO! PORRA PARA AGORA!!

O carro parou no meio da rua, não havia problema já que nosso veículo era o único naquele lugar agora deserto e escuro.
Justin saiu do carro e abriu a porta de trás. Comecei a chorar e a gritar pior do que antes. Respirava ofegante e Justin me olhava sem saber o que fazer. Ele tirou minha calcinha e levantou minha camisola.
Agradeço aos deuses por não ter ido dormir de pijama com short ou calça.

Justin: Faz força! - ele disse olhando pra mim segurando minhas pernas pra cima.

Fiz força e ele contou comigo até 10. Respirei mais um pouco e repeti o processo. Justin posicionava suas mãos como se o bebê fosse saltar dali.

Justin: Só mais um pouco ja dá pra ver a cabeça! - ele sorriu
Eu: AAAAAAAH! - gritei e ouvi um choro de bebê.

Não contive um sorriso. Justin estava sorrindo que nem um bobo e eu não estava muito diferente. Minha respiração estava completamente descompassada.

Justin: É a nossa princesa! - eu sorri na hora. Ele tava chorando encantadoramente pra ela.
Eu: É uma menina! - vibrei emocionada. - Me da ela, me leve pro hospital!

[...]

Com todos os procedimentos feitos no hospital. Estava em um quarto hospitalar com Justin enquanto nossa filha estava no berçário.

Justin: Candice! - ele sorriu.
Eu: O que? - falei confusa.
Justin: O nome pra ela! - sua voz saiu abobalhada como cada palavra que ele disse depois do nascimento de nosso primogênita.
Eu: Por que esse nome?
Justin: Ela tem cara de algo doce. Candy! E para não chamar nossa filha de doce me veio a cabeça esse nome! - ele sorriu.
Eu: Gostei. - sorri e Justin veio até mim me dar um selinho bem demorado.

O médico apareceu e nos interrompeu, sem graça Justin retornou ao seu assento e eu me ajeitei na cama para prestar atenção no profissional à frente.

Médico: Bem, está tudo bem com a criança, ela é prematura de um mês e só teve um pouco de problemas respiratório devido o cordão umbilical que se enroscou em seu pescoço, mas já está tudo resolvido. Parabéns a menina é linda! Agora gostaria que o pai me acompanhasse para o registro. - disse educadamente.
Eu: Obrigada Dr! - sorri e ele me cumprimentou com a cabeça.

Justin me selou novamente só que dessa vez rápido e seguiu a direção do Dr. Respirei fundo e fitei meus dedos brincando com os mesmo e pensando em tudo.

[...]

Estava voltando pra casa. Pattie, Diana e Bruce não faziam ideia de Candice. Preferimos fazer uma surpresa. Justin dirigia enquanto eu ia atrás com minha princesa.

Eu: Justin ela tem seu nariz! - sorri.
Justin: Ela é linda! - ele disse com olhos brilhando.
Eu: Puxou a mãe linda aqui! - sorri pra ela que ficou fazendo barulhos com a boca e brincando com meus dedos.
Justin: Não discordo!
Eu: A primeira palavra dela vai ser "miau"
Justin: Como?
Eu: Gata faz miau!
Justin: Megan não invente de ensinar a nossa filha a miar. - disse divertido
Eu: Xiiu! Ela é minha filha também!
Justin: Vou ensina-la a tocar violão.
Eu: Antes ela vai aprender a miar!
Justin: Ai meu deus! Você levou a sério quando eu disse que ela parecia uma gatinha no berçário né?
Eu: Mas ela é uma gatinha e eu sou a gata! Justin ela sorriu! - vibrei com aquela coisa fofa em meus braços.

[...]

Estava tomando banho quando ouço minha gatinha chorar. Terminei correndo e me enrolei na toalha. Sem ao menos me vesti foi ao encontro de Candice nos braços de Justin que a balançava na esperança dela se calar.

Eu: Deixa comigo, acho que ela quer mamar! - sorri ao pegar ela no colo. - Vai se arrumar daqui a pouco todos chegam.
Justin: Vou indo! Tchau minhas princesas! - ele sorriu e deu um beijo na testa de Candice e selou nossos lábios. - Pena não poder ver a cena que vai acontecer. - ele suspirou e saiu me arrancando um riso tímido.

Me sentei na minha cama e coloquei meu seio direito pra fora da toalha. E logo ela o agarrou faminta que só. Dava gosto de ver ela. Tão linda, tão pequena, tão frágil, tão minha.

Fiquei a observando e ela foi parando aos poucos. Posicionei ela e dei alguns tapinhas de leve em suas costas para arrotar. Assim que ouço um barulhinho eu a endireito em meu colo e a deito em seu berço ao lado da minha cama e vou me arrumar.

Consegui me arrumar sem que Candice chorasse ou atrapalhasse com algumas de suas exigências. Quando finalmente pronta, me dirijo a sala com minha neném e sento no sofá a espero dos convidados.
Hoje iriamos mostrar Candice para nossos parentes e amigos.

Justin ficou brincando com nosso doce até que o barulho da campainha soou despertando o choro de Candy, esse era o nosso apelido carinhoso pra ela. (Candy = doce em inglês).

Eu: Justin, chegaram! - disse sorrindo enquanto sacudia Candy pra ver se seu choro cessava.



Continua! *-*

Minhas lindas!! Obrigada pelos comentários!! O especial de natal será postado hj mesmo já que são 15 pras 4 da manhã kkk sou muito v1d4 l0k4 meu kkkkk 
Espero que gostem do capítulo eu fiz agora e bem isso nao é horas pra se escrever um capitulo mas tudo bem haha

O negocio do filho ser prematuro ai nos comentário o que eu nao entendi pq só comentou isso kkk mas ok kkk eu sei que é prematuro de 8 meses eu sou prematura de 8 meses kkkk

Novamente obrigada pelos selinhos irei postar amanha junto com a ib de natal! Eu amo vocês minhas princesas!


DIVULGUEM O BLOG E ME SIGAM NO TWITTER ALI EM CIMA DO LADINHO POR FAVORR AMORES NÃO CUSTA NADA!!!!


Dúvidas?? sobre mim, sobre a ib sei lá kkkk (aqui)
Twitter fc (aqui) (sigo de volta só pedir!)
Twitter Pessoal (aqui) (sigo de volta só pedir!)

Beijos meus amores!!! AMO VOCÊS!! COMENTEM MUUITOOO

29 de nov de 2012

Love Me Like You Do - Cap 36

Amor é amar sempre como se fosse pela primeira vez.


-Leia o final gataasss e COMENTEM MIAAUUU SIGAM O BLOOOG-


Minha mãe a encara apreensiva, e respira fundo antes de falar.

Pattie: Eles adotaram um menino.

P.O.V Megan

Pattie: Eles adotaram um menino. - aquelas quatro palavras servirão como uma faca que foi enfiada sem piedade sobre meu coração.
Eu: Quando isso? - minha voz foi quase inaudível.
Pattie: Bem eu encontrei com sua mãe no supermercado na quinta passada e ela estava com um menino loirinho de olhos cor de mel. Falei com ela e a mesma disse que havia adotado o nome dele é Jake e tem 5 anos. Ela não deu muitos detalhes.
Eu: Ah! - foi o que eu consegui pronunciar.
Pattie: Eu sinto muito! - ela abaixou a cabeça.

Quando percebi que minhas lágrimas iriam cair como uma chuva forte sem fim resolvi sair daquela casa, fazendo todos me guiarem com os olhos assustados e transmitindo pena.

Pena. Nunca pensei que teria pena de mim mesma. Olhe minha situação, grávida na adolescência e sem pais. Quando isso virou um drama? Acho que é só algo triste acontecer e tudo de ruim vem à tona novamente. Me sentei na calçada chorando querendo ficar sozinha quando ouço passos atrás de mim. Logo sei quem é.

Justin: Megan... eu não tenho palavras.
Eu: Eu fui substituída. - abaixei a cabeça.
Justin: Você é e sempre será única na vida deles. - se sentou ao meu lado.
Eu: Não Justin, eu já fui esquecida. - disse e ri sem humor de sua ingenuidade.
Justin: Você quer ir lá?
Eu: Não to afim de ser expulsa de novo. To bem. - ironizei.
Justin: Faça o que achar melhor. - ele disse sério e se levantou. - acha melhor irmos pra casa. Hoje foi um dia cheio de emoções e creio que isso não seja bom para nosso filho.

Vi sua mão de dedos tortos sendo estendida pra mim e logo levei a minha ao seu encontro me levantando com a ajuda de um pequeno impulso.

[...]

Estava chegando em casa, minha cabeça estava indo longe onde nem mesmo eu poderia alcança-la. Vi o carro estacionando na garagem de nosso prédio e Justin me ajudou a descer do carro.
Minha gravidez estava me privando das coisas mais simples como sair de um carro sozinha sem fazer esforço ou mesmo precisar de alguém.

Pegamos o elevador em um silêncio ensurdecedor. Algo que realmente me incomodava. Respirei fundo fazendo um barulho e Justin me encarou. Repetiu meu ato e veio até mim juntando nossos corpos em um abraços confortador.

A porta se abriu e fomos adentrando em nosso lar. Me sentei no sofá e ao meu lado foi afundando pelo o peso de Justin.

Justin: quer conversar? - perguntou com sua voz extremamente doce.
Eu: Você não iria entender.
Justin: Deixe-me tentar. - insistiu.
Eu: Nossa vida acabou.
Justin: Isso eu entendo. - amenizou o clima.
Eu: Idiota, Justin eu não tenho condição de estudar, com isso não vou arrumar um emprego. O que fazemos?
Justin: Eu estudo, eu trabalho.
Eu: Não sou mulher de depender de homem. - ele me olhou com tédio. - mas acho que devo abrir uma pequena ou grande exceção.
Justin: Boa menina. - brinca e me fez rir depois de um longo tempo sem fazer isso.

[...]

Ja passou alguns meses e tudo ocorre como sempre. Justin se formou na escola e continua com sua preocupação excessiva. Meus pais sempre me ignorando. Pattie vindo nos visitar sempre que pode e bem o pessoal da escola me liga sempre. Caitlin e Chris às vezes vem me tirar do tédio o que me agrada muito. Justin sempre me faz sentir como uma princesa devo tudo a ele.

8 meses de gestação quem diria. Eu estava enorme e toda vez que me olhava no espelho desmaiava. O que causava uma estaca em seu coração.

Agora estava deitada escrevendo em meu diário, sim, eu não perco esse hábito. Justin sentou ao meu lado sem camisa, hoje realmente era uma noite muito quente. Ele me olhou com seus olhos penetrantes e mordi os lábios. Sentia falta de sexo. Pois é, mais sei que mesmo se insistir não posso.

Justin: Amanhã quero te levar pra jantar! - ele sorria.
Eu: Sério? Aonde?
Justin: Surpresa!
Eu: Arrg! - rosnei pelo mistério.
Justin: Vai valer a pena o seu rosnado.
Eu: Espero.
Justin: Cadê meu beijo de boa noite? - reclamou assim que me virei pra dormir.
Eu: Surpresa! - sorri sínica.
Justin: Chata!
Eu: Idiota!
Justin: Boa noite!
Eu: Boa noite!
Justin: Te amo.
Eu: Te amo mais. - ele sorriu e beijou meu cabelo.

[...]

Meu desejo de grávida no momento falava alto além de um dor horrivel. Virei pro lado e olhei pra Justin, sem pena o acordei. O mesmo abriu os olhos assustados me encarando.

Justin: O que houve?
Eu: Eu quero torta de melancia!
Justin: O que?
Eu: Estou com desejo de torta de melancia.
Justin: Fazem torta de você agora?
Eu: VOCÊ QUER MORRER?? - ele riu.
Justin: Ai ta eu vou comprar. Que horas são?
Eu: 3:40.
Justin: Ai meu deus! Não deve vender isso!
Eu: Então faz!

Ele bufou e se levantou com esforço lavou seu rosto pra acordar e quando ia saindo do quarto o grito novamente, fazendo ele se virar pra mim.

Eu: Quero beijo! - Justin me lançou um olhar de "Ah! Agora você quer beijo né? Cadê a surpresa?" Vi ele soltar o ar com fracasso e veio até mim pressionando seus lábios nos meus em um encaixe perfeito.
Justin: Pronto, agora ambos saciamos um desejo. Não completo. - ele da um sorriso de tirar o fôlego e o vejo sair pela porta.

Fica olhando pro teto até que minha barriga começa doer muito. Mais do que as contrações comuns. Curvo-me de dor e abraço a parte dolorida. Oh! Está ficando cada vez pior!

Eu: JUSTIN! - o chamo em um grito na esperança dele ainda não ter ido.

Minhas esperanças foram esgotados após perceber que estava sozinha em casa. Merda de um desejo estúpido. Fico me contorcendo cada vez mais procurando um alívio pra minha dor.

Depois de algum tempo de agonia ouço a porta bater. Sorrio suada de tanto desespero e grito novamente agora sabendo que alguém iria me ouvir e me acudir.

Eu: JUSTIN!! RÁPIDO! - grito com com toda a pouca força que tenho.

A porta do quarto é aberta com força e ele me olho assustado de olhos arregalados vem até mim correndo e segura a minha mão me examinando com os olhos por inteira.

Justin: Megan o que houve?
Eu: Seu filho vai nascer! - disse quase em um sussurro perdendo minhas forças.


Continua! *-*

Hellooooo sentiram minha falta?? Eu sei eu sei tava sumida mas sacomé féria e a clientela da esquina aumentou! kkkkkkkkkkk Obrigada pelos os comentários porém gostaria de saber pq demoraram tanto? Sério! Eu já recebi 44 em um dia e meio por ai e quase um semana pra receber 32. Eu demorei so por causa disso mesmo mas acho que vocês devem estar em provas e tudo mais e vou tentar desconsiderar isso kkkk

O QUE VOCÊS ACHAM DE UM ESPECIAL DE NATAL HEIN GATINHAS??? ME RESPONDEM!!

Sobre os selinhos obrigada!! Sério mesmo! Eu respondi todos eu acho caso ao contrário me mande de novo que eu não vi kkk Mas enfim me desculpem por não responder todos mas eu recebi muitos e fiquei louca kkkk vcs são lindas realmente agradeço por cada um de vocês!


DIVULGUEM O BLOG E ME SIGAM NO TWITTER ALI EM CIMA DO LADINHO POR FAVORR AMORES NÃO CUSTA NADA!!!!


Dúvidas?? sobre mim, sobre a ib sei lá kkkk (aqui)
Twitter fc (aqui) (sigo de volta só pedir!)
Twitter Pessoal (aqui) (sigo de volta só pedir!)

Beijos meus amores!!! AMO VOCÊS!! COMENTEM MUUITOOO

24 de nov de 2012

Love Me Like You Do - Cap 35



Pattie: JUSTIN MEU FILHO ,É VOCÊ??? - ela estava vermelha de tanto chorar e sua voz soava desesperada.

Justin não via Pattie a meses e ainda tinha raiva dela. Sim, eu me sentia extremamente culpada por esse discórdia mas ele disse que o que ela fez comigo foi o fim pra ele.

Justin: Mãe? - ele estava assustado com os olhos arregalados.

P.O.V Justin

Eu: Mãe? - eu estava assustado com os olhos arregalados.
Pattie: Você sumiu... e... não deu notícias. - ela me abraçou, porém não correspondi.
Eu: Sumi de propósito, eu estou bem morando com alguém que amo. - me separei dela e a disse com um tom seco.
Pattie: Meu filho, por favor! - ela já estava desesperada. - Eu te amo... eu.. eu.. faço tudo o que quiser, mas volte pra casa. - ela soluçava em meio de seu choro inacabável.
Eu: Não mãe, eu to bem morando com Megan em um lugar pra nós dois. Agora posso me dedica a ela e ao nosso filho. Já que estamos as férias. Gosta de deita-me e acordar vendo ela ao meu lado.
Pattie: Eu aceito Megan, mas eu só lhe peço que me envie notícias sobre vocês, não me deixe exasperada como estou agora.
Eu: Mãe, você sabe que eu amo a senhora, mas quero que aprenda a amar quem eu amo. - chamei Megan com a mão. - Tenho certeza que nunca lhe dei motivos para fazer o que a senhora fez.
Pattie: Você não me compreende. Eu não queria que você repetisse o mesmo erro que cometi com seu pai no passado.

Não sei se aquilo foi um choque de realidade ou não mas sei que me afetou. Era isso? Minha mãe temia um provável dor futura, ou ela achava que não iríamos nos responsabilizar com nossos atos?
Megan que estava ao meu lado estava boquiaberta. Olhei pra ela e acho que a mesma queria se pronunciar. Assenti com a cabeça a dando a permissão para suas palavras e intromissão na conversa.

Megan: Olha Pattie, acredito que se você e Jeremy não estejam juntos hoje é porque não se amavam como eu e Justin nos amamos. Eu cometi erros e sei que a senhora também mas foi esse ser aqui. - ela apontou pra barriga. - e a pessoa que o fez junto a mim me fizeram ver a vida completamente diferente, me fizeram enxergar os erros que fazia questão de deixar passar nulo. Eu entendo sua preocupação com Justin e acho que faria o mesmo em seu lugar. Mas agora, aconselho a senhora a dar apoio ao seu filho que tanto te ama e que precisa da mãe. Sei disso porque não posso ter o mesmo privilégio dele. - ela derramou algumas lágrimas e minha vó abraçou ela e eu também.

Minha estava petrificada, seus olhos brilhavam a com a tamanha coragem de Megan. Estava orgulhoso de minha pequena. Megan olhou pra Pattie e foi até a mesma ficando de frente e simplesmente a abraçou. Minha vó chorou nesse momento e meu avó veio abraça-la. Sorria com isso. Sonhava com esse momento.

Depois de alguns segundos minha mãe retribui fortemente o abraço. Apesar de está longe pude ouvir a pequena conversa delas entre o abraço.

Pattie: A verdade é que eu admiro a sua coragem, você tem o que eu nunca tive.
Megan: Você é uma das mulheres mas guerreiras que conheço. - elas desfizeram o abraço se olhando com lágrimas nos olhos e um sorriso em seus lábios.
Eu: Mãe eu amo a senhora, seu neto vai precisar de você! - ela sorriu.
Pattie: Como esta meu neto. - acariciou a barriga de Meg.
Megan: Está muito bem! O Dr disse que é muito forte.
Bruce: Ja sabem o sexo?
Eu: Preferimos ver só na hora.
Diana: E nomes?
Eu: Só na hora vai depender do rosto da criança.
Pattie: Que fofo! - ok, tinha que acostumava com isso.

[...]

Pattie: Eu vou te visitar sempre.
Eu: Estou começando a me arrepender de ter dado meu endereço- brinquei.
Pattie: Vou fingir que não ouvi isso. - fingiu braveza.
Megan: pode nos visitar quando quiser... é Pattie, você tem notícia dos meus pais?
Pattie: Bem, acho que não vai gostar muito.
Megan: O que foi?

Minha mãe a encara apreensiva, e respira fundo antes de falar.

Pattie: Eles adotaram um menino



Continua! *-*

Como vocês estão minhas gatinhas?? AI MEU CABELO DIVO!! PFVR! kkkkkkkkkk SEM DOAÇÕES!! kkkkkkkkkkkkkkkkk

Vocês deveriam parar de ser lindas, sabe??

PFVR LEIAM A IB DA FLAVIA E UMA DAS MELHORES GENTE!!! >>>>>
http://sonhosdebelieberjb.blogspot.com.br/ <<<<<<<<<< RECOMENDO DEMAIS

Não vou falar muito gatas! é isso mesmo e o cabelo é meu! kkkkkkkkkkkkkk PASSEI EM TUDO ATE AGORA NEGADAAAAAAA AAAAAAAAAAAAAA

GANHEI UM SELINHO MINHA GENTE MAIS UM NE KKKKK COMO SOU TOP MELL DEUS

- Um momento do Justin que você nunca se esquece?
Hm... Ele no show do Brasil talvez por te-lo visto tão de perto e ser muito especial, realização de um sonho.
- Sua foto favorita do Justin? (com link) 
- Suas amigas são beliebers? Se não, como é a amizade de vocês em relação ao Justin?
Eu tenho umas que sim e outras que nao e as que não são respeitam e ainda o defende kkkkk 
- O que seus pais acham de você ter a Bieber Fever
Uma chatice haha mas pelo o fato de eu falar dele o tempo todo e pá mas minha mãe sempre me avisa quando acha algo dele minha vo e belieber diva kkkk e sempre compra tudo dele pra mim nao posso me queixar sobre isso 


DIVULGUEM O BLOG E ME SIGAM NO TWITTER ALI EM CIMA DO LADINHO POR FAVORR AMORES NÃO CUSTA NADA!!!!


Dúvidas?? sobre mim, sobre a ib sei lá kkkk (aqui)
Twitter fc (aqui) (sigo de volta só pedir!)
Twitter Pessoal (aqui) (sigo de volta só pedir!)

Beijos meus amores!!! AMO VOCÊS!! COMENTEM MUUITOOO


21 de nov de 2012

Love Me Like You Do - Cap 34


Ela pode ter cinquenta tons de ruim, mas ela é minha.

                                                  50 Tons De Cinza. 


QUEM LE A IB DA FLAVIA AVISO LÁ EMBAIXO!!


Meses e passaram...

[...]

Eu: JUSTIN METE ISSO MAIS RÁPIDO CARALHO!!
Justin: Eu não quero machucar o bebê! - dizia enquanto me penetrava lerdamente me fazendo contorcer na cama.
Eu: PORRAA SUA MULHER TA COM TESÃO E VOCÊ FICA DE PALHAÇADA??
Justin: Mas amor sua barriga ta atrapalhando. - ele tentou ir mais fundo.
Eu: Awwn... faz de novo! 

Ele começou a repetir os movimentos indo fundo e assim me satisfazendo melhor. Quando ia gozar ele parou e eu o encarei mortalmente o fazendo rir. Justin se abaixou entre minhas pernas e começou a me estimular e me chupar, lamber e fazer movimentos extremamente prazerosos. Meus gemidos saíam roucos e sexy.

Eu: Vai Justin.... awn... seu bebê agradece por deixar a mãe dele feliz. - senti ele rir.
Justin: Vai por mim faço isso com prazer. - ele olhou pra mim sendo atrapalhado pela minha barriga que ficou na frente.

Ele me penetrou com e língua enquanto seu dedão brincava no meu clítoris. Não aguentei e gozei. ele limpou tudinho e deitou ao meu lado. Me virei pra ele e nos beijamos. Deu pra sentir meu gosto e sinceramente, eu sou muito gostosa. Pois é. Eu estava sem sexo um bom tempo não via a hora do nosso neném nascer estava de 6 meses. Parei de beija-lo e olhei pra baixo. Seu membro apetitoso e que me fazia ficar com água na boca. Desci minha mão e comecei a estimula-lo. Justin fechava os olhos e de boca aberta soltava alguns gemidos roucos e mordia os lábios.
Como minha barriga pesava não podia me curvar pra fazer o que tanto queria. Então Jus ficou em pé e e eu de joelhos na cama. Pronto, nada para impedir. Coloque minha boca em seu pau com vontade. Acho que nunca fiz um boquete com tanta vontade na minha vida. Chupava demais. Justin tinha suas mão prendendo meu cabelo em um rabo de cavalo mal feito e me impulsionando contra seu membro. Batia em minha garganta consecutivamente. Um jato quente invadiu minha boca. Ótimo ele gozou. Engoli tudo e dei mais algumas lambidas. Finalizei com um beijo na cabecinha e me deitei na cama sorrindo.

Justin deitou ao meu lado e me abraçou. Suas mãos acariciavam minha barriga. Coloquei minhas mãos sobre as dele e o acompanhei com o movimento carinhoso.

Justin: Já pensou em algum nome?
Eu: Alguns... - deixei a resposta no ar.
Justin: Para menina?
Eu: Carly, Mel, Bella, Lola...
Justin: Gostei - sorriu. - meninos?
Eu: Nathan, Max, Brian, Cole, Steve... - virei pra ele ficando de frente para o mesmo.
Justin: bom, eu tava pensando mais acho que sei lá só vou saber o nome ao ver o rostinho. - ele sorriu e deu um beijo em minha bochecha.
Eu: Podemos fazer isso! - sorri e selei ele.
Justin: Ótimo! - sorriu. - Agora vamos curtir mais um pouco. - sorri e ele me puxou pra mais um beijo gostos. Beijo dele.

[...]

Justin: Meg.... Amor.... acorda. - estava apenas de olhos fechados sendo dominada por uma preguiça absurdamente grande.
Eu: Hm.. me deixa dormir. - gemi mais do que falei.
Justin: Vamos visitar minha vó.
Eu: Agora? - olhei pra ele e Jus assentiu. - vou tomar banho!
Justin: vou junto! - ele riu divertido e fiz sinal pra ele vim.

Tomamos nosso banho longo, com beijos e carícias e eu nos arrumamos. Fiquei pronta depois de Justin, como já de costume. Dei meu últimos detalhes e desci.

Justin: Mãe mais linda do mundo! - sorriu me fazendo o acompanhar nesse ato.
Eu: Sempre soube. - pisquei pra ele que sorriu.
Justin: Convencida. - riu.
Eu: Mas agora é sério, andar com essas roupas largas está me matando! - disse fazendo drama.
Justin: ah para! Ta legal!
Eu: Legal, Justin? Eu me sinto estranha sei lá. Gosto mais dos meus shorts. - cruzei os braços.
Justin: Aqueles que aparecia até o seu útero?
Eu: Aham! me deixavam sexy! - sorri
Justin: haha engraçadinha! - ironizou.

Fomos pro carro e entramos, Jus deu a partida em direção a casa da Dona Diana. No meio do caminho senti um cheiro diferente. Bem o ser dentro de mim estava me causando cada efeito...

Eu: Justin, quero comer aquilo dali para o carro! - gritei.
Justin: Megan, para com isso! Você nem sabe o que é aquilo.
Eu: Mais eu quero! - fiz birra.
Justin: Sério mesmo? - perguntou com tédio em sua voz.
Eu: Muito sério!
Justin: Então depois a gente compra!
Eu: Não!!
Justin: Sim!
Eu: JUSTIN DREW BIEBER! Você quer que seu filho nasça com uma cara de comida estranha?
Justin: O que?
Eu: Vamos agora!
Justin: Chata! - disse e parou o carro em frente ao restaurante.
Eu: Não eu sou linda é diferente. - falei saindo do carro.

[...]

Comia aquela gororoba lambendo os beiços e Justin me olhava com nojo. Eu nem sabia o nome daquilo. Dei a última garfada e ouvi um suspiro de alívio do Jus que em seguida pediu a conta ao garçom, que por sinal era um gato, mas meu namorado era melhor.

Justin: Você vai desinfetar sua boca depois. - disse entrando no carro.
Eu: Estava uma delícia! - protestei.
Justin: Megan aquilo parecia vômito! - indignou.
Eu: Para com isso! Era delicioso!

Ele revirou os olhos e deu partina no transporte novamente. Depois de algumas músicas tocarem na rádio, chegamos ao nosso destino. Descemos do carro e Justin tocou a campainha. Bruce atendeu de olhos arregalados e em seguida só ouvimos um grito.

Pattie: JUSTIN MEU FILHO ,É VOCÊ??? - ela estava vermelha de tanto chorar e sua voz soava desesperada.

Justin não via Pattie a meses e ainda tinha raiva dela. Sim, eu me sentia extremamente culpada por esse discórdia mas ele disse que o que ela fez comigo foi o fim pra ele.

Justin: Mãe? - ele estava assustado com os olhos arregalados.

P.O.V Justin



Continua! *-*

ALOOOOOOOO GALERA DE COWBOY QUE ME AMA BATE FORTE COM AS MÃOSS! tatatatataata.... Ai gente eu to feliz hoje kkkkkk não sei porque kkk EU TO INDO BEM NAS PROVAAS AAAAAAAAA QUE FELIZ KKK 

Gente obrigada pelo carinho viu? EU VOU DIVULGAR TODOS OS BLOGS OK?? OBRIGADA PELOS SELINHOS!! QUEM QUISER TER O BLOG DIVULGADO SÓ PEDIR (AQUI!)

Pintei meu cabeeloo !!! õ/ Ele ta com mechas rosas e californiana!! Ai to muito gata!! Minha vó ta melhor so que eu to com pena dela por que a comida e horrivel kkkk

olha meu cabelo divo!! V


shauhsua to diva eu sei eu sei kkkkkk


AVISO PRA QUEM LE A IB DA FLAVIA!!! : EU ESTOU POSTANDO I CAN SEE A BETTER DAY SEGUNDA TEMPORADA LÁ NO BLOG DELA! LEIAM E COMENTEM LÁ GATAS!! >>> http://sonhosdebelieberjb.blogspot.com.br/


DIVULGANDO:



DIVULGUEM O BLOG E ME SIGAM NO TWITTER ALI EM CIMA DO LADINHO POR FAVORR AMORES NÃO CUSTA NADA!!!!


Dúvidas?? sobre mim, sobre a ib sei lá kkkk (aqui)
Twitter fc (aqui) (sigo de volta só pedir!)
Twitter Pessoal (aqui) (sigo de volta só pedir!)

Beijos meus amores!!! AMO VOCÊS!! COMENTEM MUUITOOO

19 de nov de 2012

Selinhos!! Obrigada Gatas! *-*



1 - O que vocês acharam sobre a separação de Jelena? A cara eles eram fofos juntos mas acha que tão melhores separados.
2 - O que vocês sentem quando escutam Love Me Like You Do? Minha música xodó eu amo demaaaiiss essa música é vida e ainda ´o nome da minha ib kkk meu esquidim 
3 - Com qual cantor vocês queriam que o Justin fizesse parceria ? Miley Cyrus e Demi Lovato haha
4 - O que vocês acham sobre as tatuagens do Justin ? MUITO SWAAAAG
5 - O que vocês fazem quando alguém fala mal do Justin ? Agrido, xingo e rola UFC e armo o maior barraco mesmo.




1°-Qual música do Justin que você mais gosta? De todos os albúns. 
Por enquanto é Love Me Like You Do e Fall haha
2°-Você gostou da separação de Jelena?
Indiferente se estão juntos ou não.
3°-O que você mais gosta no Justin?
Seus olhos o jeito que ele trata as beliebers e a bunda sexy dele
4°-Como virou uma Belieber?
Eu vi One Time e me interessei vi mais sobre ele e fui o conhecendo e amando incondicionalmente haha
5°- É Belieber desde quando?
2009 lançamento de One Time 


Os Blogs que eu deveria indicar eu ja indiquei kkkkk e nao tenho outros porque eu nao leio muita ib então me envie a de vocês 

18 de nov de 2012

Love Me Like You Do - Cap 33

Baby don't be scare, don't be scare 
(Farytale - Justin Bieber feat. Jaden Smith)


-LEIA O FINAL!!-


Will: Eu não te quero suja assim em minha casa! - disse ríspido.
Megan: E eu não quero ficar aqui! - disse orgulhosa. 
Eu: Não tem problema Megan vai ficar comigo la em casa! - a abracei por trás.
Pattie: Como é que é?
Eu: Mãe? - a olhei assustado.
Pattie: o que foi? Nem me adianta me olhar assim.
Megan: Eu vou pra PUTA QUE PARIU ok? - ela subiu chorando para seu quarto e eu ainda encarava minha mãe perplexa.

P.O.V Megan

Que merda! Eu acabei com a minha vida. Minhas lágrimas não cessavam de jeito nenhum. Arrumei minhas roupas em uma mochila e em alguma mala as embolando completamente e vi Justin entrar no quarto e me abraçando. Ele não disse nada apenas me abraçava forte. Era exatamente disso que eu precisava.

Eu: Ta vendo Justin? Eu falei! - disse enquanto escondia meu rosto em seu ombro.
Justin: Vai ficar tudo bem meu amor. - Ele beijou o topo da minha cabeça.
Eu: Pra quem? - Me afastei dele o encarando.
Justin: Eu já sei o que fazer.
Eu: Eu também! Eu vu pra casa da Cait e tenho que arrumar um trabalho e alugar algum lugar eu não sei. - disse pensativa.
Justin: Não, nem pensar. - ele me reprendeu.
Eu: Aé, então vamos pra debaixo da ponte rápido! - disse irônica.
Justin: Vamos pra casa dos meus avós eles vão nos ajudar.
Eu: Nossa Jus pelo visto você gostou de ser humilhado e expulsado da casa dos outros.
Justin: Para vem vamos sair dessa casa. - Justin pegou as malas e descemos saímos de lá sem nem olha-los. Assim era melhor.

Nos ajeitamos dentro do carro e ele me olhou. O olhei de volta e Justin limpou minhas lágrimas que já paravam de cair.

Justin: Everything is gonna be alright - ele cantou um trechinho de uma música desconhecida pra mim.
Eu: Eu sei! - sorri sem mostrar os dentes.
Justin: Vamos irradiar amor né? - ele riu.
Eu: É isso sim! Radiate Love.
Justin: Viu, eu até sei a frase da sua diva! - ele riu
Eu: Vou tentar aprender frases da Beyonce. - sorri
Justin: Ok então. - ele me puxou pra um beijo.

Demos mais um selinho e Justin deu partida no carro. Fomos até a tal casa da vó dele. Assim que chegamos ele saiu do carro em seguida abrindo minha porta para que eu fizesse o mesmo. Fomos até a porta e ele tocou a campainha. Uma senhora simpática atendeu, deduzi que fosse Diana.

Diana: Justin! Estava com saudades! - ela sorriu e abraçou Justin forte.
Justin: Calma vó, você vai me matar. - disse se desfazendo do abraço;
Diana: desculpa meu anjo! - ela riu. - Quem é essa moça bonita? - se referiu a mim.
Justin: Minha namorada vó. - ele sorriu olhando pra mim.
Eu: Me chamo Megan! - sorri e a cumprimentei. - Prazer!
Diana: Prazer é todo meu querida! - ela sorriu simpática. - É podem entrar! - ela nos deu espaço para que assim fizéssemos.

Adentrei naquela enorme casa e muito fofa e segui Justin o acompanhando ao sentar no sofá de frente pra sua vó. Avistei um senho vindo em nossa direção, provavelmente Bruce. Ele nos cumprimentou e eu me apresentei, em seguida ele sentou ao lado de sua esposa.

Diana: A que devo a honra da visita de vocês? - perguntou extremamente educada.
Justin: bom, é um assunto delicado mas vou direto ao ponto - ele olhou pra mim respirando fundo e eu assenti. - A Megan tá grávida de um filho meu e os pais dela a expulsaram de casa. - disse e ficamos o encarando esperando alguma reação.
Bruce: O que? Justin você... - ele parou nos olhando assustado. Diana olhava com pena pra mim.
Diana: Megan, meu deus! - ela vei e me abraçou.
Megan: Ta tudo bem! - forcei um sorriso. - deus sabe o que faz!
Diana: O que Pattie achou disso? - ela perguntou ao Justin.
Justin: Ela quase nos matou e ela odeia Megan. - abaixou a cabeça.
Bruce: Vocês podem ficar aqui o tempo que quiserem! - disse vindo até nós.
Diana: Façam o seguinte fiquem aqui um pouco e vão morar no apartamento que temos de férias em frente a praia! É pequeno mais é melhor pra vocês!
Justin: Muito obrigado vó! - ele levantou e abraçou a mesma.
Eu: eu nem sei como agradecer! - levantei e abracei Bruce e Diana em seguida.

[...]

Hoje erá sexta a tarde dia da nossa "mudança". Nem Pattie e nem meus pais sabem disso, os avós de Justin como sempre muito bacanas nos prometeram segredos. Justin já havia pego tudo o que precisaria para o novo apartamento. Chegamos ao local as quatro horas da tarde. Era um apartamento pequeno porém aconchegante. Sua vista para o mar era linda! Olhei para Justin que via todos os armários da cozinha em busca de comida. 

Eu: Precisamos ir no mercado né? - perguntei percebendo a situação zero de abastecimento.
Justin: Aham. Eu tenho economias, eu vou no mercado e você fica ai descansando não quero ver você fazendo esforço.
Eu: Ok marido! - disse irônica.
Justin: Daqui a pouco isso não vai ser ironia esposa! - ele falou abraçando minha cintura e me puxando contra ele, criando um certo calor em nossos corpos.
Eu: Gostei de ser chamada de esposa! - ele riu
Justin: você ainda vai ouvir muito isso. - disse e encostou nosso lábios os tornando um de tão envolvente aquele beijo.

Ele me deu mais alguns selinho e fez um trilha até meu ombro passando pelo meu pescoço e voltou para minha boca. Sorri com esse ato carinhoso e ele se foi.

Olhei para o pequeno sofá e me deitei. Fiquei pensando em tudo que estava acontecendo. Dinheiro uma hora acaba, precisava arrumar um emprego. Agora teríamos uma criança para sustentar. Meus pensamentos estavam cada vez mais longes. Me levantei me despertando deles e fui tomar um banho. Coloquei algo confortável e fui em direção a cozinha podendo ver que Justin já havia chegado. Ele estava sexy arrumando as compras.

Eu: Deixa eu te ajudar. - disse indo até ele.
Justin: Não!! Megan você não vai fazer nada.
Eu: Justin, tem muita coisa aqui, é pra ir mais rápido. - ele negou com a cabeça.
Justin :O que eu disse sobre esforço?
Eu: Que pra ajudar o namorado pode fazer um esforcinho que não vai custar nada.
Justin: Idiota! - riu.
Eu: Obrigada.

Peguei algumas coisas que Justin me dava tipo pães e biscoitos "porque eram leves e eu não podia fazer esforço.". só o Justin com essas palhaçadas.

[...]

Eu: Vamos pra praia? - perguntei assim que ele saiu do banho.
Justin: Estava pensando exatamente nisso. - sorriu vindo até mim com uma toalha enrolada na cintura e seu cabelo molhado levemente bagunçado.
Eu: Se arrume logo então bundão. - disse me levantando e dando um tapinha em sua bunda linda que eu particularmente amava.
Justin: Ta bom bundona. - ele devolveu o tapinha.

Ri e fui pra sala ver Tv. Não estava passando nada que preste até eu achar um filme acho que o nome era "Os Vingadores" fiquei assistindo até um perfume que eu adorava o elegendo como o meu perfume masculino favorito invadir a sala.

Eu: Amo esse perfume. - não pude deixar de comentar.
Justin: eu sei, foi de propósito.
Eu: Vem cá. - bati ao meu lado no sofá.

Ele se sentou e eu acariciei seu rosto enquanto observava seu traços perfeitos. Ele sorria e fitava meus olhos com certa intensidade passando para os meus lábios de vez em quando.
Me aproximei o encarando e ele fez o mesmo. 
Posso dizer que de todos esse foi o beijo mais intenso. Ele acariciava meu rosto e eu bagunçava seu cabelo macio e molhado devido ao banho recente.
Paramos o beijo por falta de ar e Justin mordeu meu lábio inferior o puxando de leve em seguida. Sorri com isso e o selei de novo. Ele me beijou de novo, ficamos um bom tempo nos beijando e trocando carinhos. Era de tardinha o Sol estava se pondo quando chegamos na praia e sentamos na areia. Estava deserta aquela área. Fiquei abraçada com ele olhando o mar.

Eu: Sabe pensando em tudo que aconteceu... - ele me interrompeu.
Justin: Pera aí você pensa? - brincou.
Eu: Claro que eu não penso por isso devo ter me apaixonado por você né o idiota. - brinquei também.
Justin: Ai pegou pesado! Pensando bem você pensa! - riu me abraçando mais a ele.
Eu: Agora falando sério. Eu tava pensando em tudo e eu acho que você me ama mais do que eu podia imaginar. Eu queria corresponder esse amor mais você não deixa. - ele riu. - Cada dia mais perfeito.
Justin: Ok, eu vou repetir. Me ame como você me ama e eu já é o suficiente. - sorri ao ouvir aquilo. 

Sentei em seu colo de frente pra ele e fiquei o olhando. Beijei seu pescoço e ele acariciava minhas costas. Juro que eu não me importo de morrer ao seu lado. Tinha um garoto perfeito em minha casa apenas tinha que da seu valor. Eu o amo a amava o jeito que ele me amava. Era tudo perfeito.

[...]

Meses se passaram....



Continua! *-*

Heey bitches! É o seguinte minha vida ta um cu pq minha vó ta internada e eu to em semana de prova sendo que eu moro com a minha vó, ou seja, minha vida é hospital e estudar! Então me desculpem se estou demorando mais é que está difícil pra mim! 
aaah eu ganhei dois selinhos haha depois eu posto aqui e pá 
AMA HJ CAMBADA NAO PERCAM!! KKKKK
Hoje é niver do meu pai e bom vou ter que irr byye


DIVULGUEM O BLOG E ME SIGAM NO TWITTER ALI EM CIMA DO LADINHO POR FAVORR AMORES NÃO CUSTA NADA!!!!

Dúvidas?? sobre mim, sobre a ib sei lá kkkk (aqui)
Twitter fc (aqui) (sigo de volta só pedir!)
Twitter Pessoal (aqui) (sigo de volta só pedir!)

Beijos meus amores!!! AMO VOCÊS!! COMENTEM MUUITOOO

14 de nov de 2012

Love Me Like You Do - Cap 32

I won't give up on us




Pattie: Já falaram com os pais da Megan?
Eu: Não Justin achou melhor lhe contar primeiro.
Pattie: Justin pega a minha bolsa vamos contar agora!

P.O.V Justin

Eu já estava preparado pra morrer. O pior era que eu não poderia demostrar isso para Megan. Respirei fundo e passei a língua entre os lábios umedecendo-os. Megan tremia e não saiu de seu lugar. Minha mãe já estava no carro nos esperando.

Eu: Meu amor, eles vão ter que aceitar! - disse acariciando de leve seu belo rosto.
Megan: Eles acham que eu sou virgem, minha vida acabou. - ela me abraçou e molhou toda a minha camisa com suas lágrimas.
Eu: Olha eu nao vou deixar eles fazerem nada com você, ok?

Ela assentiu tremendo e fomos abraçados até meu carro. Entramos todos no carro. Vi meu pai chegando enquanto saímos, provavelmente ele iria ficar com as crianças. Fui devagar com o carro querendo demorar o máximo por aquele momento, mas minha mãe me mandou acelerar. Merda.

[...]

Respira, respira, respira. Vai dar tudo certo. Deus está contigo, Justin! Tentava repetir isso mentalmente antes de entrar naquela casa que iria mudar minha vida. Minha mãe me puxou, algo me dizia que ela ainda não aceitou totalmente. Puxei Megan com delicadeza. Ela ficava cada vez mais imóvel. Enfim minha mãe tocou a campainha.
Senti me arrepiar e tremer toda a minha espinha. Estava com certeza bastante nervoso. Os Johnsons atenderam com um sorriso no rosto, mas especificamente seu pai Will. 

Will: O que houve com a Megan? - ele perguntou já notando seu estado de pânico. 
Pattie: Calma, ela tá um pouco nervosa. Eu sou a mãe de Justin. Prazer! - Will se acalmou um pouco e nos convidou pra entrar.

Encontramos com a mãe de Megan e nos cumprimentamos. Leila como sempre muito simpática e educada nos mandou sentar. Assim todos fizemos. Minha mãe encarou os adultos nervosos a nossa frente e depois fitou Megan ao meu lado que gelava e tremia.

Pattie :O assunto que queremos falar com vocês é bem delicado. - começou minha mãe tentando manter a calma.
Megan: EU JURO QUE EU NÃO QUERIA!! - ela se desesperou chorando assustando a todos.
Justin: Megan, calma! - abracei ela que estava ajoelhada no chão 
Leila: O que aconteceu com a minha filha? O que você fez com ela? - ela me encarou.
Will: Falem logo! - disse um pouco irritado.
Pattie: Hum... vamos ser.... - ela respirou fundo. - vovós. - Nessa hora eu me encolhi e Megan começou a chorar mais ainda.
Will: Megan? Minha filha você.... - engoliu seco. - Você está grávida? - ele disse visivelmente decepcionado e irritado.
Leila: GAROTO COMO VOCÊ PODE SE APROVEITAR DA MINHA FILHA ASSIM?? - ela gritou se levantando olhando pra mim. Pronto, já sei a quem a Megan puxou.
Pattie: Epa, epa!! Quem tem uma filha dada aqui são vocês, meu filho era virgem quando conheceu essa menina. - encarei minha mãe a matando mentalmente.
Leila: minha filha era pura até conhecer ele também. Ai é só "ela se apaixonar" e tem um filho.
Will: Seu filho que está desvirtuando nossa garotinha! - ele gritou e me encarou como se quisesse me matar.
Pattie: SUA FILHA JÁ DEU PRA MEIO MUNDO CASO VOCÊS NÃO SAIBAM! DE ANJO ELA NÃO TEM NADA!!! - gritou também já descontrolada. - MEU FILHO SIM QUE NÃO DEVERIA SE MISTURAR COM SUA FILHAZINHA PROSTITUTA.
Justin: PORRA DÁ PRA PARAR VOCÊS ??? - Eu abracei Megan que estava em estado de choque.
Leila: É verdade o que essa mulher falou Megan? Você já... - ela engoliu suas palavras.
Will: Claro que não Leila! Não devemos acreditar nessa mulher louca, e completamente... - Megan o interrompeu.
Megan: É verdade! É VERDADE!! TA BOM?? - Ela gritou fazendo com que seus pais a olhassem com desgosto e... nojo.
Leila: EU CRIEI UMA VAGABUNDA?? - disse cuspindo as palavras nela. Sua mãe veio até nós e deu um tapa na cara de Megan.
Megan: Para!!! - ela colocou a mão onde havia sido machucado.
Eu: NÃO ENCOSTE NELA!! - fui pra frente de Megan.
Will: MINHA FILHA É UMA VADIA?? - ele olhava Megan com nojo. - QUANTOS CARAS JÁ PASSARAM A MÃO EM VOCÊ??? VOCÊ DEIXOU?? - Ele parecia que ia explodir a qualquer momento. - VOCÊ É UMA PUTA!
Eu: CALA A BOCA!!!! Vocês não podem falar isso dela! 
Megan: Deixa Justin! - ela foi pra frente encarando os dois. - Quer saber? Dei! Dei pra escola inteiro! - e mais um tapa foi dado no rosto de Megan. Só que dessa vez foi de seu pai. Sua mãe se jogou no sofá chorando muito.

Quando ia me aproximar dela, ouvi a mesma gritar pra mim ficar parado. Fiquei realmente em dúvida do que fazer. minha mãe veio ao meu lado e me abraçou. Estava com muita raiva dela. mas acho que precisava de um abraço. Vê aquela cena pra mim estava difícil.

Megan: Mas quando eu dei pra essa garoto aqui. - ela apontou pra mim. - Eu fiz amor! Pela primeira vez! E o resultado desse amor, eu carrego hoje aqui na minha barriga. - ela olhou pra sua barriga e seu pai a encara incrédulo.
Will: Como fui deixar isso acontecer? - perguntou pra si mesmo e se jogou no sofá.

Leila o abraçou e aí eu fui até Megan fazer o mesmo. Ela chorava bastante e eu acariciava seus cabelos lisos.

Eu: Eu te amo! - repetia pra ela várias vezes enquanto notava minha camisa molhando cada vez mais.
Megan: Não me abandona Justin, por favor! - ela pedia desesperada.
Eu: Nunca meu amor!
Leila: Que cena bonita! - disse nos encarando irônica - Quer saber? Megan, você foi a maior decepção na minha vida inteira. Minha única filha, uma puta!
Will: Eu não te quero suja assim em minha casa! - disse ríspido.
Megan: E eu não quero ficar aqui! - disse orgulhosa. 
Justin: Não tem problema Megan vai ficar comigo la em casa! - a abracei por trás.
Pattie: Como é que é?



Continua! *-*

Hii Gatas! Miauu! Pra quem gosta de drama o cap ta.... kkkkkkkkkkkkkkk gente nunca escrevi tanto drama na minha vida kkkkkkkk
Vocês estão gostando babys?? Me digam nos comentários! kkkk Sugestões estão bem vindas!!! u.u

Gatas amo vocês de maiss!! AMOOO OS COMENTÁRIOS DE VOCÊS ME DEIZEM FELIZ!! hsuhausha 

Kennycat!! Eu não fui pra esquina porque eu sou uma boa moça mas HOJE TEEEMMM!! CLIENTES QUE ME ESPEREM!! kkkkkkkkkkkkkk

DIVULGUEM O BLOG E ME SIGAM NO TWITTER ALI EM CIMA DO LADINHO POR FAVORR AMORES NÃO CUSTA NADA!!!!

Dúvidas?? sobre mim, sobre a ib sei lá kkkk (aqui)
Twitter fc (aqui) (sigo de volta só pedir!)
Twitter Pessoal (aqui) (sigo de volta só pedir!)

Beijos meus amores!!! AMO VOCÊS!! COMENTEM MUUITOOO

12 de nov de 2012

Love Me Like You Do - Cap 31


I Love you like love song baby



Justin: Então você vai resolver tudo sozinha?
Eu: Simples, eu vou abortar - sorri sínica
Justin: NEM PENSE EM MATAR MEU FILHO!!! - ele disse de um modo sério e assustador.
Eu: É o NOSSO filho e eu não vou ficar com isso dentro de mim.
Justin: Ta louca??? - ele disse me encarando sério e puxou meu braço até o carro.
Eu: Olha eu nao vou acabar com a minha vida por causa dessa coisa! - disse entrando no carro e o vendo fazer o mesmo.
Justin: Megan, encare isso como uma prova de amor entre nós! - ele tentava me convencer.
Eu: É preciso acabar com a minha vida pra ter uma prova de amor? - perguntei indignada.
Justin: Criança só ilumina a vida das pessoas! - ele sorriu e passou a mão na minha barriga levantando minha blusa. - Eu vou te ajudar, mas não faça algo que se arrependerá depois. É uma vida aí. O seu sangue, sua futura família está aí. Um coraçãozinho está batendo ai dentro. ele vai te amar muito assim como vamos amar ele e eu tenho certeza disso.

Agora me diz se depois de um discurso desses eu vou ter coragem de matar meu filho. O encarei e levei meu olhar pra sua mão ainda pousada em minha barriga. 

Eu: O que vamos fazer? - perguntei com meus olhos cheios de lágrimas.
Justin: Vamos ter que falar com os nossos pais é a coisa mas sensata a se fazer. - disse sério.
Eu: NÃO!!! Sua mãe vai me matar depois de eu ser espancada pelos meus pais. - disse tremendo de olhos arregalados.
Justin: Amor eu vou tá com você ninguém vai fazer nada! - ele fez carinho em meu rosto. - Vem cá amor. - ele me puxou e nos abraçamos. A essa hora e eu ja estava chorando loucamente em seus braços. - Vai ficar tudo bem!
Eu: Espero! - levantei minha cabeça e ele me beijou.

Só o beijo dele pra me acalmar essa horas. Aprofundei mais o beijo e subi em seu colo. Ele acariciava minhas costas por baixo da blusa com um carinho gostoso. Nos separamos e eu me ajeitei em meu lugar. Ele me deu mais um selinho longo e deu partida no carro. 

[...]

Eu: Tem certeza que isso é o melhor? - disse ainda nervosa assim que ele parou o carro em frente a casa dele.
Justin: Vai por mim minha mãe vai saber ajudar a gente. - ele disse certo.
Eu: Como? Só se for me matando! - disse nervosa.
Justin: Vem!

Saímos do carro e Justin foi me arrastando até a porta de sua bela casa. Ele abriu a mesma e entrou me puxando, tentava sair dali de qualquer jeito. assim que vi que não tinha mais jeito olhei pra frente e percebi todos nos encarando. Principalmente Pattie que me matava apenas pelo olhar. Jazzy veio correndo até mim e abraçou minha perna. Abaixei-me e a abracei.

Pattie: Justin, o que eu falei sobre prostitutas aqui dentro de casa? - ela disse ríspida como se não me visse ali.
Eu: Olha só eu não sou prostituta! Eu sou de família, já cometi erros mas eu estou aqui e amo seu filho! -  me levantei e jazzy saiu correndo percebendo o clima.
Justin: Respeite a mãe dos seus netos! - disse e Pattie arregalou os olhos.
Pattie: O QUE???
Justin: Isso mesmo a Megan está grávida e estamos muito felizes, eu não esperava contar assim mas a senhora não me da alternativas!
Pattie: Por que você fez isso Justin? Já sei! - ela riu sem humor e se levantou vindo até Megan, que na hora se encolheu. - VOCÊ TA DANDO O GOLPE DA BARRIGA NO MEU FILHO????
Eu: SEU FILHO QUE MANDOU EU FAZER O EXAME VOCÊ ACHA QUE EU QUERIA ISSO?? ACABAR COM A MINHA VIDA??? EU TO FELIZ PORQUE O JUSTIN ME FEZ VER QUE ISSO É UMA PROVA DE AMOR!
Pattie: VOCÊ É UMA CADELA!! - ela tava vermelha.
Justin: É bom você não fazer nela o que fez em mim! - ele disse me deixando confusa. - Mãe, eu achei que fosse ficar sempre ao meu lado! A senhora passou pelo mesmo me teve cedo a Megan queria abortar que nem a senhora mas eu a ajudei e agora precisamos de você! Mãe você ja passou por isso e eu nao vou ser como o papai eu vou ficar do lado dela! - disse e Pattie começou a chorar.
Eu: Olha eu sei que você me odeia e que posso não ser o que você esperava pro Justin mas por favor eu te imploro eu o amo e só lhe peço que nos ajude. - implorei chorando.
Pattie: Quando descobriram isso? - ela perguntou fazendo com que um sorriso de esperança brotasse em nossos rostos.
Justin: Hoje! Agora pouco. - respondeu.
Pattie: Já falaram com os pais da Megan?
Eu: Não Justin achou melhor lhe contar primeiro.
Pattie: Justin pega a minha bolsa vamos contar agora!

P.O.V Justin



Continua!!! *--*

Gataaas lindas do meu coração POSTEEI!!! Vishhh o bagulho ta tenso! A Pattie ACEITOOU!!!!!!!! Eu achoo pq eu to na dúvida aqui e umas coisinhas  e pá kkkkkkk
não posso falar muito lindas! obrigadaaaa pelos comentários além do que eu pedi haha 
Bem vinda leitora nova sequisii!!! u.u

DIVULGUEM O BLOG E ME SIGAM NO TWITTER ALI EM CIMA DO LADINHO POR FAVORR AMORES NÃO CUSTA NADA!!!!


Dúvidas?? sobre mim, sobre a ib sei lá kkkk (aqui)
Twitter fc (aqui) (sigo de volta só pedir!)
Twitter Pessoal (aqui) (sigo de volta só pedir!)

Beijos meus amores!!! AMO VOCÊS!! COMENTEM MUUITOOO